De todos os assuntos que já escrevi e leio / vejo diariamente este é sem dúvida um dos que mais detesto, a merda dos incêndios em Portugal é um assunto que dura e perdura há vários anos e parece não haver forma de parar este inferno!

Chega a altura do Verão as notícias abrem todas com os mesmos assuntos, incêndios de norte a sul do nosso lindo país que graças a mãos maldosas (para não chamar outros nomes) o destroem. Nos restantes meses passamos pelos locais e vemos uma imensidão de destruição e horror.

Esta crónica surge no seguimento de infelizmente 19 pessoas terem morrido hoje durante o incêndio que ainda decorre no Pedógrão Grande. 16 pessoas morreram carbonizadas nos seus automóveis quando foram apanhadas de surpresa pelas chamas que desde as duas da tarde estão ativas e mesmo com mais de 500 homens no local não conseguem dominar este verdadeiro inferno.

Mas o que revolta uma pessoa é o motivo destes incêndios: muitos deles são postos com base no negócio da madeira. Uma prática repugnante e que não tem meio de terminar. A madeira queimada é muito mais barata e todos os anos a história repete-se. Quando não é negócio são os maluquinhos que adoram ver fogo e colocam-no simplesmente por pura diversão.

Por mais prevenção que se faça haverá sempre mãos maldosas, o que não se percebe é que -muitas vezes – quando estes pulhas são apanhados o que lhes acontece? Nada. Isso mesmo, nada! Acabam em liberdade e para surpresa de muitos (não mesmo) voltam a praticar o mesmo acto no próprio ano ou no seguinte. Lembram-se do incêndio que destruiu grande parte da Ilha da Madeira? Pois, o sujeito apanhado já tinha sido detido pelo mesmo acto, mas estava em liberdade.

A nossa justiça quando vai parar de ser injusta e aplicar medidas e penas de acordo com a gravidade dos crimes praticados? São pedófilos que ficam em liberdade, incendiários que ficam em liberdade e depois um crime de droga apanha 5 anos de prisão ou mais. Está mal, a justiça está mal e quem paga é o povo.

O povo paga ao perder as suas vidas, bens, casas, animais, trabalho de uma vida em troca de injustiça. Estará isto correto? Eu não acho, antes pelo contrário isto está tudo mal e é URGENTE rever toda a justiça em Portugal e acima de tudo andar atentos a estas situações dos incêndios.

Não sei como seria mais eficaz evitar estes incêndios mas certamente temos muita gente no Governo com um QI suficientemente elevado para estudarem, analisarem e aplicar medidas de protecção para evitar e não podendo evitar, punir severamente os que são apanhados na prática deste crime.

Vale a pena pensar nisto. É revoltante!

As minhas sinceras condolências aos familiares destas vítimas do incêndio de hoje.

Deixa nos comentários a tua opinião sobre este tema: Incêndios em Portugal

Ass. Cronista Louco